F I D E L I Z A R M A I S

Ferramentas e soft skills que você precisa dominar para vender

Quem vende sabe, hoje em dia, com o conhecimento na palma da mão com apenas alguns cliques, os seus clientes se informam muito antes de comprar qualquer coisa, inclusive sobre o seu concorrente. Então qual é a diferença entre um processo de venda bem sucedido ou não? 

Com certeza você já ouviu alguém falar sobre hard skills e soft skills sem ao menos saber que era disso do que se tratava. A palavra skill, em inglês, pode ser traduzida para o português como habilidade, competência — ou seja: a aptidão para executar alguma ação. As hard skills, em geral, podem ser aprendidas, seja por meio de cursos, graduações, treinamentos, livros, entre outras coisas. Por conta disso, essas competências são facilmente reconhecidas e comprovadas por meio de certificações e diplomas, por exemplo. Já as Soft skills são competências relacionadas ao comportamento do indivíduo, que dizem muito mais sobre a sua personalidade e experiências, do que à formação profissional, ou seja, é o seu desenvolvimento pessoal, sua inteligência emocional e como ela se relaciona com os outros. 

Sabe certas habilidades inatas, como a criatividade ou a organização? Então, esses atributos são mais difíceis de serem ensinados e de serem medidos e por isso alguns de nós achamos que simplesmente não podemos adquirir essas características, mas na verdade, com um bom autoconhecimento, é possível aprimorar essas qualidades que já se manifestam espontaneamente e ainda desenvolver outras, que trarão destaque para um cenário de negócios tão competitivo. É possível desenvolver soft skills ao longo do tempo, para tanto, é preciso procurar o autoconhecimento e perceber o seu papel dentro do seu empreendimento.

Confira quais são as soft que todo vendedor de alta performance deve ter:

Colaboração: Pensando nisso, imagine um ambiente de trabalho onde as pessoas não se comuniquem, ou que não se ajudam? Imaginou? Pois bem a comunicação e a colaboração são duas habilidades que devem caminhar sempre juntas. A colaboração é a capacidade de duas ou mais pessoas conseguirem atuar em conjunto com a finalidade de atingir um objetivo em comum. Dado o contexto, o ambiente de trabalho se torna muito mais favorável e produtivo para os profissionais que dominam a habilidade de ajudar outros membros do time. Com isso, uma grande rede de ajuda é criada, incentivando o desenvolvimento da equipe como um todo, como se um colaborador completasse o trabalho do outro.

Comunicação: Assim como a colaboração, a comunicação é uma das bases do sucesso de qualquer empresa, não importa a área em que ela atue. A importância de uma boa comunicação vai além do ambiente de trabalho. Sempre que há interação entre uma ou mais pessoas, o esperado é que todas as partes envolvidas consigam entender com clareza a mensagem que está sendo transmitida. Caso contrário, ocorrerá o famoso “mal entendido” e as consequências de uma mensagem interpretada erroneamente podem ser diversas. Trazendo esse cenário para a realidade corporativa, um gestor pode não se expressar de maneira clara e passar a ideia errada para a equipe de colaboradores. Ou até mesmo os colaboradores podem se comunicar equivocadamente entre si. 

É por meio da comunicação que os seus funcionários defendem seus projetos, propõe novas ideias e são capazes de exercer uma liderança natural. Desse modo, aquele vendedor que sabe se expressar de maneira clara e objetiva tem vantagens competitivas em relação a sua concorrência. Para que a boa comunicação entre a sua equipe seja desenvolvida, incentive os membros a se informar sobre assuntos relacionados ao seu negócio, pois isso servirá como base para argumentação. Além do mais, estimule a troca de ideias entre os departamentos e esteja sempre disponível para auxiliar seu time no que for necessário. Vale mencionar, ainda, que nem todos os indivíduos têm o dom da oratória, e esse nem deve ser um objetivo geral. Por isso, é esperado pelo menos uma habilidade mínima para se comunicar efetivamente com os demais profissionais. 

Relacionamento Interpessoal: O resultado que aparece com o incentivo destas duas características acima é um ótimo relacionamento interpessoal. Por exemplo, profissionais das áreas de vendas, logística e financeira, conseguindo trocar informações importantes sem ruídos de comunicação. Onde todas as equipes estão sintonizadas nos objetivos e se relacionam com a finalidade de alcançar os melhores resultados em suas áreas. 

Motivação: E como dono da empresa você já deve saber que sempre haverá profissionais que se destacam em sua equipe, não é verdade? Seja pela motivação, comprometimento ou pela proatividade. Para que essas habilidades sejam incentivadas, é fundamental que você as reconheça e deixe-as mais aparentes em cada colaborador. Desse modo, você estimulará o desenvolvimento de todos. 

Feedback: Por fim, quando você separa um tempo especial para conversar com seus funcionários e mantém uma constante troca de feedback, está contribuindo para que a equipe consiga perceber quais são os principais pontos fortes e fracos. Isto, o que está funcionando e o que deve ser melhorado. Portanto, crie uma cultura aberta de feedbacks coletivos e individuais. Com um gestor fazendo avaliação na rotina de trabalho e detectando em quais situações o colaborador tem um melhor desempenho, dessa maneira será mais fácil trabalhar as soft skills. Muitas vezes o colaborador precisa do feedback do gestor para conseguir identificar suas soft skills. Mas independentemente de quem identificá-las (o gestor ou o colaborador), é fundamental praticar o autoconhecimento para aprimorar ou descobrir soft skills que não foram despertadas ainda. 

Entendemos que as soft skills são as habilidades que muitas vezes temos como qualidades pessoais, mas o que muitos poucos sabem é que são as competências mais importantes dentro das empresas. Hoje só as hard skills não são mais o suficiente para destacar uma empresa no mercado. Por isso, as soft skills vem se tornando cada vez mais importantes e, pensando nisso, apresentamos dicas de como aperfeiçoá-las. É claro que existem muitas outras soft skills que um negócio de alta performance precisa ter. Entretanto, essas são as chaves e se você já conseguir aplicá-las de imediato, com certeza você terá um não só processo de vendas muito mais eficiente e uma performance fora da curva, mas todos os outros departamentos e pessoas da empresa serão afetadas, pois estas habilidades irão influenciar a qualidade de trabalho de todos.

Posts relacionados

Leave a Comment

Logo Fidelizar Mais

Programa de fidelização de clientes para e-commerce, focado em transformar clientes comuns em compradores leais.

©2017-2020 Todos os direitos reservados – FIDELIZAR MAIS SOLUÇÃO DE TECNOLOGIA – CNPJ: 27.736.319/0001-36