Imagem do atleta automobilístico de Fórmula 1 Lewis Hamilton, posando com um sorriso, boné e óculos escuros no rosto.

Lewis Hamilton, que foi 7 vezes campeão, passou por uma série de desafios em sua infância para crescer no esporte e é o único homem negro a competir em sua categoria, é uma figura de inspiração e uma excelente pessoa para você estudar sobre e começar a agir com todo o gás 💪 Vamos lá?

Esse texto é parte da entrevista feito por Mariano Gomide no evento Vtex Day 2022, no São Paulo Expo Center, dia 13 de abril.

 

🙋🏻‍️ Mariano Gomide: Um dia que mudou sua vida?

🏁 Lewis Hamilton: Oh tive vários, mas quando fui campeão pela primeira vez aos 30 anos sendo a única família negra correndo mundialmente (antes eu corria apenas no Reino Unido), vencer aos 30, foi um momento realmente marcante.

 

💡LH: Menos de 1% das pessoas que trabalham em uma equipe de F1 são negras, eles estão começando a trazer mais pessoas mas eu não tenho a resposta para trazer mais diversidade para o mundo da F1, que tem mais de quarenta mil empregos. Acredito que a educação é a chave. Meu objetivo é transformar esse em um esporte mais inclusivo.

 

🙋🏻‍️ MG: Sua família deve estar muito orgulhosa, pois com seu foco e disciplina você provou que podemos mudar o mundo. A Vtex em si ouviu muito que uma empresa latino americana não poderia ser líder mundial em tecnologia. Eles não acreditaram que era possível, mas nós acreditamos.

🏁 LH: Quando eu era novo, meu pai quis gerar pessoas no esporte e os outros não acreditaram. Aqui estou. Mas é um esporte caro então foi muito difícil.

 

🙋🏻‍️ MG: Para ter alta performance deve ter sido difícil a relação com amigos, por precisar se desafiar sempre.

🏁 LH: Corridas se tornaram uma experiência familiar, meu pai fez vários sacrifícios, teve 4 empregos para me dar suporte. Eu corria quando era criança e eu gostava de correr, mas acho que perdi parte da minha educação infantil, tanto que terça e quarta-feira era comum eu não correr por estar de castigo na escola. Estou feliz pelos sacríficos que fiz.

 

💡LH: Eu nasci pra correr. Adoro estar com um time grande, adoro estar com as pessoas para fazer isso acontecer, focando na saúde física e na saúde mental. Tem dias que eu não sabia se era bom o suficiente, se iria falhar. Mas preciso dizer a mim mesmo que eu sou bom, vocês também pensem que são bons o suficiente, que são capazes, maravilhosos, fenomenais. Gandhi, Mandela e Senna são heróis para mim, todas essas histórias mostram que que podemos fazer algo.

 

🙋🏻‍️ MG: Está há 16 anos no esporte, quando sabe qual o momento certo para parar? (Não pare porque está fazendo a diferença hahaha)

🏁 LH: Inspirar e continuar inspirando é uma grande recompensa. Eu não vou parar porque sempre posso melhorar e correr está na minha veia. Sempre posso me tornar a melhor versão de mim. Depois de vencer 7 vezes, é fácil deixar as coisas de lado. Eu não sei o que pode acontecer, mas meu time me dá muito apoio, os brasileiros me dão muito apoio então não penso em parar.

 

🙋🏻‍️ MG: É possível ser de alta performance sem correr risco?

🏁 LH: Acho que não é possível, porque todos os dias eu preciso me desafiar e crescer, para isso tenho que arriscar.

 

🙋🏻‍️ MG: Você precisa gerar um espírito de alta performance em 2 mil pessoas para vestir seu colete. Como você inspira as pessoas para isso? Qual o seu jeito para ser uma inspiração para o time?

🏁 LH: Trabalhar com muitas pessoas não é fácil porque cada um tem seu background, mas também suas inspirações e aspirações. O objetivo sempre se move e é importante que o time se mantenha ativo, pensando em como melhorar a si e não se comparar com os outros times.

 

💡LH: Dar orgulho para o meu pai quando tive a primeira vitória foi maravilhoso, por me lembrar de todas as coisas que ele fez quando por mim quando eu era criança. Nesse momento, eu soube que fiz algo novo.

 

🙋🏻‍️ MG: Imagine um momento que atingiu todos os seus objetivos, fez amigos, construiu uma família. Imagine que terá uma oportunidade de dizer “Acho que fiz algo bom” para essas pessoas, daqui a 20 anos. Para quem você diria em especial?

🏁 LH: Eu iria querer falar para meus pais e para meus filhos. Meu pai foi o meu agente desde os 22 anos, ele sofreu uma separação e foi difícil passar por tudo, mas eu e ele nos aproximamos com isso. Então eu diria que fiz algo bom principalmente para o Sir Anthony, sou muito grato a ele.

Posts relacionados

Leave a Comment

Logo Fidelizar Mais

Programa de fidelização de clientes para e-commerce, focado em transformar clientes comuns em compradores leais.

GRADUADA BRASIL COLORIDA

©2017-2021 Todos os direitos reservados – FIDELIZAR MAIS SOLUÇÃO DE TECNOLOGIA – CNPJ: 27.736.319/0001-361